Tato

Objetivos:

Apresentar o sentido do tato para as crianças participantes, explorando a corporeidade e suas relações com o teatro.

 
Objetivos específicos:
  • Explorar os cinco sentidos

  • Oportunizar momentos de interação

  • Sensibilizar o senso de coletividade no grupo

  • Sensibilizar o corpo para uma experiência das artes

 

Acolhida
  • Conversa sobre a semana, novos integrantes do grupo e perguntas iniciais sobre o tema:

"O que é o tato? O que você sente quando toca diferentes superfícies?"

 

Jogos de interação
  • Pique-pega com o corpo

Descrição: Pique e pega com diferentes partes do corpo (por ex. cotovelo, perna, pé)

  • Mestre mandou: TATO

Descrição: Mestre mandou tocar em X superfície.

Sugestões: Parede, chão, mesa, etc

  • Círculo de Nós (Boal)

As participantes se dão as mãos formando uma roda, depois se afastam até não conseguirem mais se tocar, a não ser com os dedos, embora seus corpos continuem a se afastar o mais que puderem. Após um certo tempo fazem o oposto e se juntam no centro ocupando o menor espaço possível. Refaz-se o círculo, todos de mãos dadas, não se pode mudar a maneira de dar as mãos durante todo o exercício. Uma das participantes começa a andar, puxando os outros (lentamente, sem violência e com leveza) e passando por cima e por baixo das mãos das companheiras à sua frente, de maneira a fazer um nó; em seguida, uma segunda participante faz o mesmo, formando outro nó, depois, outra e outras dois ou três ao mesmo tempo até que façam todos os nós. Muito lentamente tentaram voltar a posição inicial. Variantes: Com olhos fechados; uma linha em vez de um círculo; se juntam no meio e levantam os braços; andam pelo espaço e encontram quem estava a esquerda e direita.

 

Aprendendo com as crianças

Momento em que as crianças propõem brincadeiras e jogos para que o grupo todo possa brincar.

 

História

Monstro Rosa de Olga Dios, publicado no Brasil pela editora Boitempo, selo Boitatá.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Monstro Rosa - Ed. Boitempo, selo Boitatá

Pausa para lanche

 

Atividades
  • Guianças

Em duplas, com um dos colegas vendados. Depois troca-se quem fica vendado.

  • guiar o colega pelo toque ou sopro, estímulos na pele

  • guiar o colega para tocar os mesmos lugares do jogo o mestre mandou

  • reconhecer os colegas tocando o rosto ou as mãos

(fazer uma pausa na venda, uma brincadeira de sugestão deles q use o toque) ou pode ser ir explorar as texturas fora da sala, de olhos abertos por conta dos objetos perigosos lá de fora.

  • SLIME/Geleca

    • Utilizando cola e sabão de roupas:

  1. Encha uma tigela com 240 ml de cola branca. É importante utilizar uma cola escolar comum, não lavável. Se preferir, você também pode usar cola transparente ou com glitter.

  2. Adicione um pouco de cor e brilho, se quiser. Caso tenha optado por uma cola branca ou transparente, adicione algumas gotas de corante alimentício ou tinta aquarela líquida. Adicione também purpurina extra fina, na quantidade que desejar.Misture bem os ingredientes, até que a cor fique homogênea.

  3. Acrescente 60 ml de sabão de roupas. Você pode utilizar sabão em pó, mas o líquido funciona melhor. Continue mexendo até que a cola comece a endurecer e formar uma bola. É normal que sobre um pouco de líquido na tigela.

  4. Amasse bem a cola. Assim que a mistura começar a formar uma bola, amasse-a nas mãos para que a cola absorva mais o sabão e se transforme na geleca. Se a geleca ficar cheia de espuma, enxague-a com água fria.

  5. Brinque com a geleca. Aperte-a, estique-a, faça o que quiser! Quando terminar, guarde-a em um potinho com tampa ou um saquinho plástico com fecho.

  • Utilizando amido de milho e detergente

  1. Encha uma tigela com 120 ml de detergente líquido. A geleca vai ter a mesma cor do detergente, portanto, escolha bem. Se quiser uma cor específica, use detergente transparente e acrescente um pouco de corante alimentício.

  2. Adicione um pouco de purpurina, se desejar. A quantidade depende de você, mas dê preferência para o tipo extra fino. Acredite, isso vai deixar a geleca com uma cara mais profissional.

  3. Acrescente uma xícara de amido de milho. Misture tudo direitinho com uma colher. Em seguida, misture com as mãos, até que a massa se transforme em um gel fácil de manusear. Não se preocupe caso sobre um pouco de amido ou detergente no fundo da tigela. Se o clima estiver muito seco, adicione mais detergente. Se não tiver amido de milho em casa, use farinha de milho.

  4. Amasse a mistura nas mãos até formar a geleca. Ela será bastante gosmenta! Talvez sobre um pouco de líquido na tigela, mas isso é normal.

  5. Brinque com a geleca como bem entender. Quando cansar, guarde-a em um saquinho plástico com fecho ou um potinho com tampa.

  • Dicas:

    • Praticamente todas as gelecas vão ressecar uma hora ou outra.

    • Caso a geleca de detergente comece a secar, adicione mais detergente.

    • Guarde a sua gosma na geladeira para que ela dure mais.

    • Armazene o brinquedo em um recipiente fechado sempre que não estiver brincando com ele. Guarde o recipiente na geladeira para prolongar ainda mais a vida útil da geleca.

    • Guarde a geleca em um ovinho de plástico para lembrar ainda mais a meleca clássica americana.

    • Cubra a área de trabalho com folhas de jornal ou uma toalha de plástico.

    • Sobrará um pouco de líquido na tigela em todas as receitas. Isso é normal.

    • Algumas gelecas precisam ser misturadas por mais tempo do que outras.

    • Experimente um pouco com as proporções dos ingredientes para deixar a geleca mais firme ou mais molenga.

 

Experimentando a Geleca

  • Ressignificação da geleca ( isso é uma geleca, mas poderia ser… a criança cria novos significados)

  • Fazer uma história coletiva com a geleca

  • pausas com cenas estática: criar uma foto de um personagem da história.

Finalização
  • Jogo do limão

Descrição: Em roda se passa um limão de mão em mão, cantando a seguinte música:

O limão entrou na roda

Ele passa de mão em mão

Ele vai

Ele vem

Ele ainda não chegou

E no meio do caminho

A pessoa pegou!

A última pessoa que pegar o limão, quando a música acaba, conta uma história para o grupo (lembrando sempre que pode ser qualquer história, algo que aconteceu, algo inventado, sonhado, ou um conto conhecido, à escolha do/a narrador/a).

 

  • Diário

Crianças e adultos desenham/escrevem/registram coletivamente como foi o encontro

monstro rosa.jpg
DSC_6018.JPG
23eb02c0-ba3f-4535-9881-f8ad0a54a0fc.jpg
DSC_5778.jpg?X-Amz-Algorithm=AWS4-HMAC-S
DSC_5796.jpg?X-Amz-Algorithm=AWS4-HMAC-S